terça-feira, 4 de novembro de 2008

O que não tem como planejar faz parte da Aventura

Alguns pontos que não temos como planejar :

  • As motos Rf 900 e a GS 500 são carburadas e podem sofrer muito com o ar rarefeito da altitude das cordilheiras e com a gasolina pura (sem mistura de álcool) que é vendida fora do Brasil, porem segundo relatos, a moto não chega a parar, apenas fica mais fraca mas segue viagem tranquilamente. Em conversa com o mecânico da Suzuki ele disse que não há o que fazer aqui no Brasil para evitar essa perda de potencia.
  • Não fizemos nenhuma reserva em hotel pois não conseguimos precisar que dia estaremos em cada cidade. Temos um roteiro e um planejamento, porem imprevistos podem ocorrer e esse roteiro e planejamento poderão ser alterado durante a viagem.
  • Estamos tentando adaptar um GPS em uma das motos, mas se isso não for possível iremos levar mapas impressos. E também existe o ditado "quem tem boca vai a Roma" ( O perigo e chegarmos a Roma ao invés do Chile...rsrsrs)
  • A Patricia está indo de garupa na moto do Leandro. Não sabemos o quanto isso será cansativo para ela. Caso ela não aguente a viagem ela retornará de avião (esperamos que isso não aconteça)

Se tivéssemos como planejar tudo, não seria uma aventura e sim mais uma viagem de férias.

Fizemos algumas reuniões para fazer o planejamento da viagem e definir roteiro trazendo assim toda a segurança que precisamos para encarar essa aventura

Estamos ansiosos para o inicio da viagem

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.